Isla del Sol do imenso Lago Titicaca

⦾≈ Titicaca is really fascinating. The highest navigable lake in the world (almost 4000 masl) with its blue waters, islands and the mountains surrounding it. That immensity of water that seems to have no end. Even more for who can enjoy it as we did, almost end to end, from Peru to Bolivia. It has 8562 km² of extension and you ask every minute how a lake can be so big and this high. Isla del Sol is about 15km from Copacabana and you need to take a boat to get there. The island is divided in 2 sectors, north and south, and you can choose which area you wish to stay. The southern part is the most expensive and the most populated and we didn’t get to know it. On the other side, the northern part is the cheapest and the where most backpackers stay. A lot of people camp in the sands of the lake, but there are hostels that are generally locals’s homes. Just the fact that you are in an island in the middle of Titicaca, doing nothing and enjoying the landscape could be enough. But it’s possible to trek from north to south and vise versa, which takes about three hours and you have some pre-columbian ruins and beautiful landscapes on the way.


O Titicaca é mesmo fascinante. O lago navegável mais alto do mundo (quase 4 mil msnm) e aquele azul, as ilhas, as montanhas que o entornam. Aquela  imensidão de água que parece não ter fim. Ainda mais para quem o vai apreciando de ponta a ponta, como fizemos, desde o Peru até a Bolívia. É uma extensão de 8562 km² para se perguntar a cada minuto como pode um lago gigante assim e tão alto.

Como a Bolívia é o país da vez da nossa rota, escolhemos a parte boliviana para passar dois dias juntos do Lago Sagrado de los Incas. Saímos de Rio Branco (AC), cruzamos a parte oriental do Peru e chegamos ao nosso destino, a Isla del Sol, em Copacabana. No meio do caminho, por entre rodoviárias e terminais, nos juntamos a mais dois mochileiros que seguiam para o mesmo lugar, a peruana Claudia e o espanhol Marco.

A Isla del Sol fica a uns 15km de Copacabana e é preciso tomar uma lancha para chegar até lá. A ilha se divida entre norte e sul e você pode escolher em que área deseja ficar. A parte sul é a mais cara e a mais povoada, não chegamos a conhecer. Já a parte norte é a mais barata, onde ficam os mochileiros. Claro que ficamos nessa última. Tem muita gente que acampa nas areias do lago, mas há hostels e em geral são as casas das pessoas.

El origen de los Incas, se halla rodeado de una serie de leyendas, muchas de ellas son coincidentes al señalar a la Isla del Sol (Titicaca) y a Tiwanaku como centro desde el que se formó el Estado Inca.

Processed with VSCOcam with hb2 preset

Bom, estar na ilha, não fazer nada e desfrutar aquela paisagem toda já pode ser suficiente. Mas, é possível fazer a trilha entre norte e sul, que leva umas três horas, e há ainda algumas ruínas para se visitar. Fizemos só metade da trilha e preferimos gastar nosso tempo numa das praias. Paramos lá e ficamos horas vendo ao redor. Preparamos nossos sanduíches, molhamos os pés naquela água gelada de foder e cochilamos.

Mesmo passando por alguns estresses, já que na Bolívia você tem de estar preparado para pouca seriedade em certas situações, principalmente quando te vendem algo e no fim é outro, quando te falam um horário e atrasam ou quando te cobram por algo inesperado; começamos esse novo ciclo felizes e muito bem, cheios de vontade de explorar esse país maravilhoso.

 

Anúncios

3 comentários sobre “Isla del Sol do imenso Lago Titicaca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s