Precisamos visitar Mario Vargas Llosa

⦾≈ Vargas Llosa has a passion for hippos. A passion that is clearly visible in one of his rooms mounted in the museum that bears his name, in Arequipa. It’s a space you should pay attention and probably one of the most interesting we’ve ever visited. It was set in the house where he was born and there remains some original objects. The installations are impecable and modern. There’s actually a nice contrast of old and new, since they really cared about merging audiovisual displays and holograms with antique furniture and rooms adapted for such. All to recreate the historical context, the scenes of his novels, the nuances of his life. It is a place worth the time (a guided visit of two hours) and expense (10 soles).


Vargas Llosa tem uma paixão por hipopótamos. Uma paixão que está bem visível em uma de suas salas/mesas, montada no museu que leva seu nome, em Arequipa. “Adoro a los hipopótamos, sólo quieren hacer amor”, explicou uma vez ao jornal La Razón. Mas, a Casa Museo Vargas Llosa agrupa muito mais que curiosidades sobre esse arequipeño Prêmio Nobel de Literatura.

¡Con los hipopótamos no te metas! Es un animal lindo, delicado, y un ejemplo para el ser humano. No hace daño a nadie. Tiene una piel suave, una garganta chiquita y sólo ingiere libélulas y pequeños insectos. Su pasión es revolcarse en el barro, estar en las charcas y hacer todo el tiempo el amor con la hipopótama. ¿No es de admirar? Los adoro.

Processed with VSCOcam with hb2 preset

 

É um espaço dono de atenção e quizás um dos mais interessantes que já visitamos. É a casa onde ele mesmo nasceu e ali se mantém alguns objetos originais. Depois, que as instalações são impecáveis e modernas. Bom, modernas e antigas, já que o cuidado foi mesclar exibições audiovisuais e hologramas por entre móveis antigos e salas adaptadas para tal. Tudo para que você viva o contexto histórico, as cenas de seus romances, os nuances de sua vida.

Há a sala La Casa Verde, que ambienta o bordel da obra de mesmo nome. A rua de Barcelona onde iniciou a publicação e venda de seus livros. O Café que frequentava para discutir e se envolver com política. O quarto do colégio militar onde passou a adolescência e assim a inspiração para seu primeiro romance, La Ciudad y los Perros (Batismo de Fogo, no Brasil). E ainda uma sala mini-teatro onde se conhece as adaptações de suas obras para o cinema.

 

Gostamos bastante. Não porque ganhamos as entradas ao enviar uma mensagem para a secretaria e contar do nosso interesse, do nosso blog e do quão triste era ver o museu fora da rota turística de Arequipa. É que vale o tempo, o gasto. Assim por dizer nesse período de minha vida em que peguei preguiça de museus (quem diria) e os seleciono bem. Mas, esse sim merece a visita. Llosa é digno de amor e atenção, tal qual dedica aos hipopótamos.

Anúncios

2 comentários sobre “Precisamos visitar Mario Vargas Llosa

  1. Muchas gracias por la extraordinaria reseña al igual que por su cordial visita, esperamos verlos muy pronto por nuestra casa museo Mario vargas Llosa

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s