Cajamarca: terra da lactose no Peru

⦾≈ Cajamarca is nice, but that’s it. Sometimes you stay longer than you need or you create too much expectation about a place and in the end the experience is not as you expect. It’s just that there’s no much to do here, unless having an overdose of lactose by eating cheese, yogurt, milk candy and cookies. The city is not only famous for these treats that you find every corner, but also for Centro Histórico (Old Town) that is really fetching with all these churches built with volcanic stones, the colonial mansions and the retro mototaxis. There we visited the Iglesia de Belén, the Archaeological Museum, the Ethnographic Museum, El Cuarto del Rescate and the Cerro Santa Apolonia.


Another tour we did was the Ventanillas of Otuzco, which is a pre-Inca archaeological site consisting of rocky cavities that served as burial grounds. Near Cajamarca there’s also, near the Bosque de Piedras, but we didn’t go cause the only way to get there is with a tour operator which charges expensive costs and we thought it wasn’t worth the money.

Deixamos Pacasmayo e seguimos para Cajamarca, onde estamos agora. Conseguimos trabalho voluntário para fazer fotos de um hostel aqui e viemos com a intenção de ficar uma semana. Mas, na verdade já vimos tudo que tinha para ver, fizemos nosso trabalho e por isso já estamos armando nossa partida.

Cajamarca é legal, mas assim, apenas por alguns dias. Não sei, nosso recorrido pelo Equador foi somente pela região andina, então já vimos bastante cidades coloniais frias, cholas e indígenas campesinos. Também não há muito o que fazer aqui, a não ser comer queijo, biscoitos, doce de leite e iogurtes. A cidade é famosa por essas delícias e tem uma loja do gênero em todos os cantos, esquinas, quadras.

Vai, além de encher o bucho lactosamente, aproveitamos a beleza de Cajamarca. O Centro Histórico bonito, as igrejas construídas com pedras vulcânicas, as ruas de casarões coloniais e as tuk-tuks retrôs. Ainda visitamos a Iglesia de Belén, o Museo Arqueológico, Museo Etnográfico, El Cuarto del Rescate e o Cerro Santa Apolonia.

Iglesia de Belen
Convento de San Francisco
Cerro Santa Apolonia
Plaza de Armas
Catedral de Cajamarca

Outro passeio que fizemos foi o das Ventanillas de Otuzco, que é um sítio arqueológico pré-inca que consiste em cavidades rochosas, que serviam de recintos funerários. Há também, nas proximidades, o Bosque de Piedras, mas não fomos, já que a única forma de chegar é com tour que cobra caro e não vale o custo benefício, já que não é algo tão grandioso assim.

Por isso terminamos essa publicação ao mesmo tempo em que nos preparamos para ordenar as mochilas mais uma vez. Nosso próximo destino? Huaráz!

Processed with VSCOcam with hb2 preset
Ventanillas de Otuzco

Anúncios

Um comentário sobre “Cajamarca: terra da lactose no Peru

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s