Cartagena: Getsemaní, graffitis e gentrificação

Getsemaní é realmente foda. Não pelas coisas todas que já dissemos antes, mas porque aqui ainda há muita autenticidade e identidade. Um bairro que resiste aos olhos dos gananciosos e mantém casinhas e casarões; e seus moradores de longa data. Não como San Diego e Centro, que consiste mais em lojas e hotéis, comércio e consumo.

Pois dias desses, caminhando a noite pelo bairro, descobrimos mais ruas cheias de restaurantes simples, botecos e muros a expor arte urbana. Como tudo isso fica na quadra de cima de onde estamos, voltamos para fotografar e procurar por mais.

width="1200"

Getsemaní já sediou um festival internacional de arte urbana e apresenta nos muros assinaturas de artistas colombianos e estrangeiros. Grande parte dos murais mostra os povos originários da região e também muito da cultura negra, que é forte na costa colombiana. Além de questões que já são discutidas no bairro, como segregação racial, gentrificação e o crescente aumento do turismo.

Falando nisso, é nesse bairro apaixonante que vamos nos fixar uns diazinhos, já que conseguimos trabalho no hostel em que nos hospedamos. Assim, como vamos trocar trampo por pouso e comida, não recusamos a ideia de sentir o gostinho de morar em Cartagena.

Anúncios

Um comentário sobre “Cartagena: Getsemaní, graffitis e gentrificação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s